Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

3 em Linha

-Blog familiar é só entrar com boa disposição- 😉

3 em Linha

-Blog familiar é só entrar com boa disposição- 😉

As portas da alma.

Janeiro 29, 2018

Ricardo Correia

walking-through-the-door.png

 

 

 

 

 

 

O coração nao é so uma luz mas uma sombra tambem, é uma alma que nada tem, na noite mais escura, a lua é a saida e no dia mais quente, o sol a entrada, à minha frente ha duas portas, uma leva a luz e a outra à escuridão, na porta da luz só os dignos passarão, e na da escuridão só os tolos cairão. Digno e tolo sou, por isso a terçeira porta criarei onde só os esqueçidos entrarão e os cegos cairão.

 

Texto de: Xavier Correia

Reflexão sobre a vida by Xavier Correia

Dezembro 06, 2017

Ricardo Correia

"A vida não é algo de genérico, fabricado em serie, mas só existe por medida. Cada um precisa de a ir inventando de acordo com a sua individualidade, única, irrepetível... e frágil. No que se refere ao bem viver, a sabedoria ou o exemplo dos demais podem ajudar-nos, mas não substituir-nos"...

 

Dia-mau-1024x819.jpg

Cada um tem os seus gostos, a sua maneira de viver e de pensar, ninguém vive da mesma maneira, uns vivem-na de uma boa maneira, outros de uma maneira má.

 

Mas reparem como eu referi no inicio "cada um tem os seus gostos", o que pode ser bom para mim, pode ser mau para os outros. O mesmo vale para o ser oposto. Eu não posso afirmar que a vida de outra pessoa é boa ou má, essa decisão é algo que cabe a cada um tomar. É o nosso gosto pessoal que vai construir a nossa vida e aquilo que para nós é o bem viver. De facto, o nosso gosto, não é o único que nos ajuda a construi a nossa vida, ele é o principal, porém o local onde crescemos, a educação que recebemos, são fatores que podem influenciar na vida de alguém, quer seja de uma boa ou má maneira.

 

Uma pessoa que teve uma família rica e uma boa educação, naturalmente terá uma mentalidade diferente de alguém  que teve uma família pobre. No entanto, nascer numa família rica não irá necessariamente fazer de nós uma pessoa melhor, da mesma maneira que não é pelo facto de ter nascido numa família pobre ou numa "favela" que vai ser mau ou ladrão. O carácter de cada um define-se pela raízes da família.

 

Resumindo, a vida é uma linha que segue em frente, não importa quantas voltas dês, ela nunca andará para trás. Então, em vez de nos prendermos ao passado devemos olhar em frente e construir um futuro do qual nós não nos devemos arrepender.

 

Texto escrito por: Xavier Correia (15 anos)

 

 

A Crítica

Outubro 20, 2017

Ricardo Correia

concepto-de-critica-de-negocio_23-2147505109.jpg

A crítica fere ao invés de nos auto-motivar! Por vezes doi mais do que gestos. 

Não deveria antes representar um incentivo? Encaramos consoante o nosso estado de espirito.

Levar-nos à persistência e desta à perfeição?  Só com muito treino e dedicação se chega ao objectivo.

Seremos assim filhos da injustiça daqueles que ouvem a voz da discórdia? A revolta nos consome.

O que é a discussão? Senão uma dualidade de critérios!

 

Realmente não poderão viver em sintonia se antes não aprendermos a respeitar a decisão dos outros.

Por mais descabida que ela pareça. A opinião é um direito social.

Enquanto não aprendermos isto e o respeitarmos, nunca seremos um grupo, social, artístico ou humano, mas sim... Um conjunto de individualidades.

O Livro

Outubro 18, 2017

Ricardo Correia

Cute-Little-Figurine-2560x1440.jpg

 

Sobre as palavras caem arte, por vezes profunda por vezes intensa, por vezes mágica. É a ligação entre a realidade e o que queremos acreditar. Dos livros saem frases sentidas, contidas, ou até imaculadas. São veneno, são doçura, são criança ou travessura.

 

São os contos que me agradam. As histórias! Policiais, aventuras, romances ou loucuras. Adoro ter aquela sensação de fazer parte da história. Bisbilhotar a vida dos outros, vivê-las tão intensamente, partilhá-las com os outros como se fossem minhas.

 

Porque sinto que a minha vida torna-se um vazio sem os livros. Enfadonha, chata, triste e solitária. Fria como uma noite de inverno. Os livros são sem dúvida grandes companheiros. Têm presença, conversam connosco quais poetas sibilantes.

 

 Descobri no entanto como era sóbrio rabiscar num papel em branco! Palavras, frases, mesmo sem nexo, sem sentido de senso comum, só pelo prazer de preencher o que não estava lá. O texto! Um texto, um qualquer, ou simplesmente um conjunto de ideias, por mais estapafúrdias que possam parecer. Porque no fim de tudo, quando olhava o cenário, este era muito mais belo, assim rabiscado. 

 

Sentei-me na poltrona. Liguei a televisão e permiti que as imagens me invadissem, me penetrassem a íris e me assaltassem o cérebro. Trabalhei as sensações. Mas no fim de contas estava vazio. As cenas eram o que eram! As falas já estavam ditas! As personagens estavam criadas. Os sons espalhavam-se no ar! E percebi então que não havia magia!

 

 Voltei para junto dos meus amigos. Onde a minha imaginação é livre e onde eu sou o realizador da história. Posso repetir as cenas vezes sem conta e recria-las, com vozes diferentes, novos figurinos. Colocar a paisagem ao meu gosto, verdejante e alegre ou cinzenta e triste, e vestir as personagens de acordo com a minha moda sem preconceitos ou opiniões exteriores. Um livro é um amigo para toda a vida. E podemos recordá-lo anos a fio.

 

É intelectualmente desenvolvido em várias áreas pedagógicas. Um livro é um mentor de sobrevivência essencial.

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D

Comentários recentes

  • mariana

    Muitos parabéns Beatriz!

  • Ricardo Correia

    Meu caro amigo "sabe tudo" de facto existe muita g...

  • José Duarte

    Nunca vi tanta ignorância junta. Deveria de pegar ...

  • Anónimo

    Obrigado Mariana. Fico feliz por proporcionar mome...

  • mariana

    Li as primeiras cinco palavras e já me comecei a r...