Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

3 em Linha

-Blog familiar é só entrar com boa disposição- 😉

3 em Linha

-Blog familiar é só entrar com boa disposição- 😉

Comer ou morrer nas cantinas das escolas

Novembro 28, 2017

Ricardo Correia

1176130.jpg

Tanto a Ema como o Xavier comem na escola. E ambos se queixam do mesmo. É incrível como uma criança no 3º Ano e outra no 10º ano e de agrupamentos diferentes, conseguem ter algo em comum. A má alimentação a que estão sujeitos nas cantinas.

 

 

A Ema costuma dizer que a comida vem constantemente fria,e que é pouca quantidade. No outro dia serviram-lhe arroz com dois rissóis e na outra semana arroz com dois douradinhos. Ok, eu sei que ela é magra, é bonita com olhos verdes fora do normal, mas não está a estudar para "top model". Eu quero que a minha filha tenha uma alimentação adequada à idade e que lhe dê força para estudar e continuar de pé na escola, sem lhe dar nenhuma fraqueza. Na sexta-feira passada, foi peixe. Acho bem darem peixinho às crianças, mas deviam ouvi-las também, porque ela queixou-se que o peixe sabia a podre, e obrigaram-na a comer tudo. E o que é certo é que ela passou o fim-de-semana todo a vomitar. 

 

O Xavier por sua vez queixa-se do mesmo. Que quando é peixe prefere comer dois pratos de sopa. Ontem, pelos vistos o comer era massa com dois bocaditos de frango, pela décima quinta vez este ano, e ás páginas tantas acabou a massa e começaram a servir arroz. Pergunto onde foram buscar o arroz à última da hora, sendo que a comida já vem pré-feita de outro lado? Estaria lá armazenado da semana passada? Cheira-me a esturro! Sendo que na maioria dos casos o arroz vem cru.

 

Então a Cláudia disse basta e fez nova reclamação para o agrupamento e para as entidades competentes desta situação. Tendo mesmo chegado a escrever a sua indignação no site da presidência da república, para que o Exº Sr. Presidente da República tenha em atenção esta situação das cantinas. Andam a fazer leis à maluca para os animais e esquecem-se do futuro da nação, que são as nossas crianças e é por essas que temos que olhar, e pensar a cima de tudo no bem estar delas nas escolas que é onde passam a maior parte do seu tempo até serem adultos e saberem tomar conta de si, certo?

 

Para além do mais é inadmissível as nossas crianças andarem a comer tão mal. Preocupam-se em pôr menus vegetarianos, mas não se preocupam em ver se a comida chega para todos e se é de boa qualidade! Onde está a nossa dieta mediterrânica? No nosso tempo as cantinas e os bares ainda tinham outras opções de alimentação, que agora os senhores do governo se lembraram de tirar, porque fazia mal aos miúdos. Ou porque eram doces ou porque eram salgados. Pergunto é preferível passarem fome o dia todo ou comerem alguma coisa que realmente os sacia?

 

Acabaram com as cozinhas nas escolas e com as verdadeiras cozinheiras, que estavam lá à anos e sabiam exatamente a quantidade que tinham de fazer para aquele regimento e como os miúdos gostavam da comida, por comida... atrevo-me a dizer de plástico porque vem pré-configurada de outro lado em contentores. Poupa-se nos vencimentos dessas funcionárias que seriam do estado e encarece-se a comida com contratos de serviços externos, que vêem sempre inflacionados. Andam a passear a comida sem qualidade e em doses individuais. Esquecem-se que há crianças que comem mais e outras menos, mas a verdade é que todas gostam de comer comida de boa qualidade.

Acabou-se a papa doce...

Novembro 14, 2017

Ricardo Correia

media.jpg

No outro dia fui todo lampeiro, para comer "Nestum com mel" ao lanche com as minhas filhotas, qual não foi o meu espanto quando reparei que aquela papa, da minha juventude e que tão bem me sabia, não sabia a nada, rigorosamente a nada!

 

Peguei na caixa e virei-a, revirei-a, e voltei a virar à procura de algo que dissesse "sem açúcar", por algum motivo, poderia dizer, na esperança que me tivesse enganado a comprar a embalagem e tivesse agarrado numa mesmo sem açúcar. Mas não! Então as palavras "com mel" saltaram-me à vista. Afinal de contas no meu entender o mel é doce, certo? Porque raio, é que o Nestum perdeu o sabor?! É deveras estranho! E ainda têm a lata de por a letras verdes "Sabor único". Sim, disso não há dúvidas. É único porque não tem sabor!

 

Mas por alma de quem é que esta gente foi autorizada a cortar no açúcar e estragar as lembranças das pessoas? Aquele sabor era tudo menos Nestum. Acreditam que tive que agarrar num pacote de açúcar e o despejar na taça para realmente conseguir apreciar aquele Nestum? Não cabe na cabeça de ninguém! 

 

E não me venham falar na obesidade infantil que isso para mim é treta. Antigamente comíamos de tudo, corríamos e brincávamos na rua. Sim havia um ou outro miúdo mais rechonchudo, mas isso faz parte do metabolismo e ADN de cada um. Geralmente até é hereditário. 

 

O mais engraçado é que até nos cereais fizeram o mesmo. Também no outro dia fui comer cereais com chocolate e pensei que tinha comprado uma embalagem de cereais com chocolate amargo, porque também os cereais não eram doces. E o mais ridículo disto tudo é que já nem os meus filhos pedem para comprar tantos cereais. É mais comum, ao lanche ou ao pequeno almoço pedirem leite com chocolate e uma torrada com manteiga. Se a ideia é fazer com que os miúdos deixem de consumir cereais, então estão no bom caminho.

 

É como nas cantinas proibirem de vender chocolates, bolos e outros produtos deste género. No meu tempo consumíamos de tudo e não era por isso que era gordo. Pois fazia exercício físico. Já para não falar de que muita gente desconhece que o chocolate tem propriedades que estimulam o cérebro, e que dá energia. É saber o tempo exato em que o comer. 

 

Onde está  a nossa alimentação mediterrânea? Ouvi dizer que agora querem atacar no sal. Mas será que os nossos governantes acham que somos burros ao ponto de não saber o que comer? Mas agora também querem mandar na vida das pessoas? Já ninguém é livre de escolher aquilo que gosta para comer? É de doidos este país!

 

Os miúdos não compram esses produtos nas cantinas, mas comem-nos lá fora. Vão compra-los a outros sítios. Está na altura de porem as cantinas a funcionar como deve ser com alimentação e produtos que realmente alimentem as crianças e deixarem-se de idiotices. A nossa dieta mediterrânea, que é a roda dos alimentos que se aprende logo na escola primária, que diz que temos de comer de tudo, variado e em doses equilibradas. Primeiro ensinam e depois desensinam? Não entendo. 

 

Infelizmente vivemos numa sociedade em que as modas lideram. É modas para tudo, até para comer. Vegans*1, vegetarianos*2, macrobioticos*3

 

Quero os meus produtos de volta, com açúcar, com sal, não quero imitações rascas.

 

 

 

*1 Veganismo é um movimento a respeito dos direitos animais. Por razões éticas, os veganos são contra a exploração dos animais.

 

*2 Vegetarianismo ou vegetarismo é um regime alimentar baseado no consumo de alimentos de origem vegetal. Define-se como a prática de não comer qualquer tipo de animal, com ou sem uso de laticínios e ovos.

 

*3 Macrobiótica é uma alimentação baseada na filosofia chinesa. Aborda a energia de cada alimento de acordo com Yin e Yang buscando o equilíbrio energético. Valoriza o consumo de cereais por ser considerado um alimento neutro, ajudando a manter-se sempre no equilíbrio. Também esta relacionado com o não consumo de carne animal, instruindo que se retire aos poucos da dieta até que o corpo se acostume e não sinta mais falta.

 

 

 

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D

Posts mais comentados

Comentários recentes

  • Anónimo

    Obrigado. Quando decidi criar este blogue foi prec...

  • Luísa de Sousa

    Verdade Ricardo, os filhos crescem tão rápido que ...

  • Ricardo Correia

    Obrigad! São de facto adoráveis.

  • A 3ª face

    Que prendas lindas!

  • mami

    claro... o nosso desejo é protege-los...sempre!