Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

3 em Linha

-Blog familiar é só entrar com boa disposição- 😉

3 em Linha

-Blog familiar é só entrar com boa disposição- 😉

O saco prenda

Dezembro 21, 2018

Ricardo Correia

IMG_20181221_190605.jpg

  Empulgados para ir para o destino de milhares de pessoas nesta época, acordámos cedo. Eu e a minha bacurinha do meio, a Ema, na procura de prendas para a mãe, com o trajecto definido rumo ao shopping.

 

Claro que tinha que ser logo assim que as lojas abrissem, ou corríamos o risco de perder horas no trânsito, a bufar que nem animais para a manjedoura.

 

Após uma meia maratona de entra e sai de algumas lojas, e da Ema me deixar de cabelos brancos por mexer e remexer em tudo, e fazer questão de comentar os prós e contras de cada artigo, finalmente numa delas veio uma decisão. Depois do artigo escolhido ficámos ainda um bom bocado na fila para os embrulhos. A Ema viu com entusiasmo a habilidade da senhora para fazer embrulhos, e lá deixou soltar um "uau! 😯 Mas que embrulho tão chique!" 🤩 e depois um "olha papá! Vale mais o embrulho que a prenda. 😄" Claro que a senhora não teve outro remédio que não esboçar um sorriso entre dentes.

 

Seguimos então para outra jornada de caça ao tesouro. Desta vez, após muita discussão, porque a pirralha já quer opinar em tudo, lá chegámos a concenso. Esperámos na fila para as caixas de pagamento com os ouvidos a ferver e o cérebro a rebentar, com a música natalina a bombar o tempo todo, até que finalmente chegou a nossa vez quando o cd se preparava para voltar novamente à primeira faixa. Porque isto é vira o disco e toca o mesmo.

 

A funcionária, claramente a fazer frete de ali estar, e cançada de atender clientes chatos como nós, lá tentou fazer o seu papel, mas sem nunca esboçar um sorriso.

 

Funcionária - bom dia é para oferecer.
Ema - Sim, sim é um presente - disse entusiasmada.
Funcionária - Aqui tem - estende um saco com o artigo lá dentro e dá a Ema uma fita e uns autocolantes para fechar o saco.
Ema - Que é isto?
Funcionária - É para fechar o saco.
Ema - O saco! - é aqui que a indignação se apodera dela. - Mas... saco não é prenda! Qual é a piada de abrir um saco? Nós gostamos é de rasgar papel.
Eu - dirigindo me à senhora - obrigado e feliz Natal.
Ema - continua entupida com a indignação - olha pai já viste? Isto não é nada! Um saco! A gente abre espreita lá para dentro e pronto, vê logo o que lá está. - e lá continua ela a buzinar-me aos ouvidos - Tem que ser um embrulho giro como o outro. Pai sabes fazer embrulhos?
Eu - sei Ema, sei...
Ema - Ainda bem porque isso é que bom. Assim podemos apalpar e tentar adivinhar o que está lá dentro e ir rasgando o papel. Agora um saco...

 

Ao fim do dia ainda está a mandar vir por causa do saco prenda. Por favor malta não ofereçam sacos prenda ou ela ainda cria um movimento cívico contra os sacos prenda. 😂

2 comentários

  • Imagem de perfil

    Ricardo Correia 21.12.2018

    Pois claro prenda que é prenda tem que ser embrulho. Abaixo o saco.
  • Comentar:

    CorretorEmoji

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.

    Mais sobre mim

    foto do autor

    Subscrever por e-mail

    A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

    subscrever feeds

    Arquivo

    1. 2019
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2018
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2017
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

    Comentários recentes

    • Luísa de Sousa

      A Beatriz apresentou outra versão da história!!!Be...

    • Mamã Gansa

      E que bela manhã. Pena que a vida às vezes não nos...

    • Mamã Gansa

      Fala assim quem não é vítima de melgas como eu.

    • Anónimo

      Obrigado. Quando decidi criar este blogue foi prec...

    • Luísa de Sousa

      Verdade Ricardo, os filhos crescem tão rápido que ...