Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

3 em Linha

-Blog familiar é só entrar com boa disposição- 😉

3 em Linha

-Blog familiar é só entrar com boa disposição- 😉

Insanidades de um tempo morto!

Outubro 12, 2017

Ricardo Correia

imageedit_1_4414655592.png

 

Poesia dos tempos modernos.

Originais abstractos sem sina, sem nome.

Fruto de algo sem explicação, somente para matar o tempo

Ou para ser morto pelo momento!

Prisioneiros do tempo, solta-se o lamento

Deixa-me entoar sem sofrimento

O som do desespero ao ver ficar sem tempo,

A vida que corre agitada pelos indicadores.

Os ponteiros não cessam a labuta

De marcar o ritmo diário da luta.

E sem dar conta corremos,

Pelos caminhos do destino

Que nos conduzem para o abismo

Da vida terminada e seu simbolismo.

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D

Comentários recentes

  • Isa Nascimento

    Gostei desta partilha! O bom humor ajuda a alivia...

  • Mamã Gansa

    Parabéns ao Xavier. Huum e comprrar umas velas nov...

  • mariana

    Muitos parabéns Beatriz!

  • Ricardo Correia

    Meu caro amigo "sabe tudo" de facto existe muita g...

  • José Duarte

    Nunca vi tanta ignorância junta. Deveria de pegar ...