Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

3 em Linha

-Blog familiar é só entrar com boa disposição- 😉

3 em Linha

-Blog familiar é só entrar com boa disposição- 😉

Ema e Xavier contam o dia nos escoteiros

Outubro 22, 2017

Ricardo Correia

Relato Xavier

 

Ontem (sábado) foi dia de escoteiros. Eu e a minha mana Ema tivemos uma atividade em Monte Real, chamada de Jota Joti, que se realiza todos os anos. Eram 11h da manhã e eu tinha acabado de chegar ao ponto de encontro, eu e os meus colegas da tribo dos exploradores íamos caminhar da Barosa até Monte Real, demorámos um pouco a sair porque faltavam alguns membros da nossa patrulha. Como a minha patrulha, Lince, foi a segunda a ficar completa, foi também a segunda a sair do ponto de encontro. O chefe da patrulha deixou-nos algumas instruções como por exemplo: "Sigam sempre para norte." e "Têm de lá estar às 13h" e nós ficamos tipo "what?!!!", não havia como chegarmos lá às 13h seguindo só para Norte e sem mapa, era quase IMPOSSÍVEL! Claro está que foi exatamente isso que aconteceu, enganámos-nos no caminho e fomos dar a volta mais longa, fomos depois alcançados pela segunda patrulha das raparigas e seguimos todos juntos até Monte Real. Demorámos cerca de 2h50, resultado chegamos ao nosso destino às 13h50, mas mesmo assim fomos os primeiros da tribo dos exploradores a chegar ao destino. O evento realizou-se na zona histórica e Monte Real, nas ruínas do castelo.

 

Relato Ema

 

O meu pai e a minha mãe foram-me levar de carro a Monte Real às 12h. Quando lá cheguei o chefe da minha tribo dos lobitos veio ter connosco e levou-me por uma escadaria enorme. O chefe virou-se para mim e disse que ao vir para baixo se tinha enganado a contar os degraus, e que agora quando fossemos para cima eu teria de ajuda-lo a contar outra vez. A sério!!! Isso é muita escada... Então contei 79 degraus e quando cheguei lá acima já estavam outras meninas a discutir sobre quantos degraus é que eram. Umas diziam 49, outras 60, outras 74, enfim... 

Lá em cima estava uma tenda grande com um senhor lá dentro cheio de rádios antigos e um microfone. Ele mandou-nos entrar para irmos falar ao rádio com outros meninos que estavam a fazer a mesma atividade noutros locais.

Depois fomos fazer uma caminhada até a uma igreja onde estava um aviso de que não podíamos pisar a terra, então tivemos que ir aos saltinhos de pedra em pedra e pelos troncos sem pisar a terra. Em seguida fizemos nova caminhada para chegarmos a uns bancos de pedra brancos perto do pinhal, onde almoçámos. No fim do almoço fomos procurar pistas que nos foram dadas pelos nossos chefes, em que tínhamos que completar frases num quadro branco. Em seguida chegamos a uma casa cheia de balões, parecia uma festa de anos, jogamos matraquilhos enquanto os chefes bebiam café. No caminho de volta cruzei-me com o meu mano e pela outra tribo, não sei onde eles iam mas disse-lhe adeus. Mais à frente passamos por uma fonte cheia de lodo, seguimos caminho e fomos dar às termas onde lanchamos e esperámos pelos pais para nos irem buscar.

 

Relato Xavier

 

IMG_20171022_205324.jpg

Enquanto estávamos a almoçar, às 14h a tribo dos lobitos passou por nós, onde está a minha irmã, e o chefe deles disse "Nós já estamos despachados". Apresenta-mo-nos ao chefe dos escuteiros de Monte Real e fomos divididos em dois grupos. Os rapazes foram responder a algumas perguntas que nos tinham sido entregues, enquanto as raparigas foram fazer a atividade das telecomunicações. Estava tudo a correr bem quando reparamos que a agua do grupo estava a acabar e não tínhamos com reabastecer, ficamos cerca de 2h sem beber água. Chegou a nossa última atividade que foi falar ao rádio e apanhámos os lobitos. Felizmente encontramos as raparigas da tribo que tinham água para partilhar, ufa íamos secando! Chegamos à nossa última pergunta que era uma igreja ao qual não conseguimos descortinar o nome e também ninguém sabia o nome dela por lá, nem tinha qualquer placa a identifica-la, pelo menos nós não vimos nenhuma.

Às horas passaram a correr tal foi a diversão que não tivemos tempo de concluir a última resposta, mas acima de tudo foi bom porque ganhei o meu primeiro louvor de participação. 

 

O Que é o JOTA JOTI?

 

No Jamboree Mundial de 1957, em Inglaterra, foi montada uma grande Estação de Radioamadorismo. Fez-se um total de 1712 contactos para 71 países.

A 10 e 11 de maio de 1958, realizou-se o primeiro JOTA – Jamboree On The Air (Jamboree no Ar), atividade mundial que consistia em fazer contactos entre Escuteiros, através de postos de radioamador. Teve tanto sucesso que passou a ser realizado anualmente, até aos dias de hoje.

A partir de 1996, tendo em conta o rápido desenvolvimento da Internet e devido à necessidade de proporcionar uma nova forma de comunicar acessível a todos, começou a realizar-se oficialmente e em paralelo com o JOTA, o JOTI – Jamboree On The Internet (Jamboree na Internet).

O JOTA JOTI promove a comunicação entre Guias e Escuteiros via radio amador e internet e realiza-se sempre no terceiro fim de semana do mês de outubro, desde as 00h00 de sábado até às 24h00 de domingo (hora local), num total de 48 horas.

 

in: http://www.guiasdeportugal.org

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D

Comentários recentes