Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

3 em Linha

-Blog familiar é só entrar com boa disposição- 😉

3 em Linha

-Blog familiar é só entrar com boa disposição- 😉

É preciso ter galo!

Outubro 28, 2017

Ricardo Correia

164px-Rooster_icon_05.svg.png

Há dias assim em que a gente acorda e que não devíamos sair da cama, era levantar e deitar logo outra vez. Provavelmente já teve situações idênticas, em que parece que o mundo conspira contra nós.

Então acho que vou descrever esta situação por números, porque assim podemos todos ir contando o número de galos, o que é que dizem?! Acham interessante? Ok, já que a maioria se manifesta em SIM, faço-vos a vontade. Vou aproveitar para contar na primeira pessoa porque é mais fácil descrever. 

 

Galo 1 - Uma pessoa levanta-se cedo para ir trabalhar (Bem vistas as coisas isto já seria o galo 1 porque levantar cedo é um grande galo e para ir trabalhar... é um ENORME GALO!!!! ), ok passando à frente. Aperalta-se todo para ir para uma reunião que fica a 150 km da origem ao destino, e chegado ao carro ele não trabalha. Depois de muitos "por amor de Deus trabalha", o carro decide fazer ouvidos moucos e nada. Manda-te a pé. 

 

Galo 2 - O reboque demora a chegar, as horas passam, a gente atrasa-se, e o cavalheiro do reboque diz que já fez de tudo para pôr o carro andar, mas não consegue pelo que o tem que levar para a oficina. Acho que ainda estou a ouvir o carro a rir-se em cima do reboque.

 

Galo 3 - Dirijo-me vai  então ao "rent-a-car" para alugar um carro e solicitamos o mais barato que eles tiverem. Infelizmente a senhora do "rent-a-car" diz que só tem "topos da gama" por causa duma excursão de chineses que queriam ir a Fátima ver o papa, e levaram os carros praticamente todos. Sendo assim só resta levar um carrão,  e deixar uma bela caução à senhora porque é assim que mandam as regras.

 

Galo 4 -  Então segue a toda a mecha para a auto-estrada a olhar para os ponteiros a girar no relógio, como um comboio a pilhas daqueles que tínhamos em criança que andavam às voltas sem parar. Entro na auto-estrada e sigo viagem para sul a toda a mecha, 170 km/h mais ou menos a dar o beneficio da dúvida ao conta-quilómetros. Pensava eu que ia depressa, quando vejo um golf preto descaracterizado com umas luzinhas azuis entre os faróis e os faróis de nevoeiro. Ainda pensei que era um "tuning" ou um "racer"  a picar-me então pus pé no acelerador. Afinal de contas tenho um "topo da gama"!  Queres correr? Vamos a isso. E estava achar um piadão às luzinhas a piscar quando me apercebi pelo retrovisor que me estavam acenar para encostar o carro,  e não a picarem-me para uma corrida.

Documentos para cá, tome lá senhor agente, 200€ de multa por excesso de velocidade. 

 

Galo 5 - Bem, posto isto sigo viagem, desta vez a 120 à hora para não ter outro dissabor. Estava a rogar pragas à minha vida, enquanto pensava que podia compensar esta prenda quando levanta-se a caução após a entrega do carro ao "rent-a-car". Chegado ao destino estaciono no primeiro lugar que vejo, embora estivesse o parque praticamente vazio a gente ainda fica na dúvida qual lugar é que vai escolher, para poder sair do carro à vontade e de preferência o mais perto da porta possível, porque não mo deixavam levar para a sala de reuniões senão nem valia a pena sair do carro. Estilo drive-in cinema ao ar livre. 

 

Galo 6 - Apresento-me na receção e dizem-me para aguardar pela chamada. A senhora muito simpática oferece-me café, eu aceito com delicadeza meio envergonhado pelo passar da hora marcada. Daí a alguns minutos sou então chamado para a dita reunião, depois das apresentações o engravatado espeta-me um sermão por não saber cumprir horários, e como tal tenho de fazer a apresentação em 15 min que ele tem mais que fazer.  Não vale a pena lançar desculpas para o ar porque já reparei que o tipo está-se a borrifar para mim e para o que eu tenho para dizer. Passados os 15 min ele manda-me literalmente à fava eu cordialmente despeço-me com um "até qualquer dia" ao qual ele responde "esperemos que não". Fico então super feliz porque fiquei tão bem visto e já queimei o cliente para futuras parcerias. 

 

cone-263874_640.jpg

Galo 7 - Saído da reunião arrasto-me ao veiculo que me trouxe meio cabisbaixo e sem energia. Parece que fui todo sugado e só me resta pele e osso. Carrego no comando do carro e ouço o tradicional destrancar de portas, vou para entrar no veiculo quando me deparo com um tronco partido no tejadilho do carro. Sim um tronco de um pinheiro com pinha e tudo agarrada e meia dúzia de cagadelas de pássaro. Olho para cima a ver o sol reluzir entre os ramos do pinheiro e sinto-me abençoado.  Retirei o tronco partido e reparei que tinha ficado um pouco amolgado o tejadilho. Pensei "pode ser que não se note e safo-me ao entregar o carro". Com tanto estacionamento fui logo estacionar debaixo dos pinheiros! Resultado foi a caução ao ar, porque sendo um "topo da gama", passaram o carro a pente fino. E só me apetece chorar. A vocês não? 

É caso para dizer: É preciso ter GALO!!!! 

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D

Comentários recentes

  • Isa Nascimento

    Gostei desta partilha! O bom humor ajuda a alivia...

  • Mamã Gansa

    Parabéns ao Xavier. Huum e comprrar umas velas nov...

  • mariana

    Muitos parabéns Beatriz!

  • Ricardo Correia

    Meu caro amigo "sabe tudo" de facto existe muita g...

  • José Duarte

    Nunca vi tanta ignorância junta. Deveria de pegar ...