Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

3 em Linha

-Blog familiar é só entrar com boa disposição- 😉

3 em Linha

-Blog familiar é só entrar com boa disposição- 😉

A azáfama natalicia

Dezembro 04, 2017

Ricardo Correia

 

 

Horário-especial-para-compras-de-natal-300x300.jp

Começou a azáfama natalícia. A procissão aos shoppings. A correria do entra e sai em cada loja na busca do santo graal. E ainda só vamos a dia 04 de Dezembro! Sussurrando aqui uma confidencialidade, também ainda me faltam comprar muitas prendas, não que não saiba o que comprar, que isso já está decidido.  O complicado é ir enfrentar as filas de trânsito, o jogo do assalto ao castelo à caça de um lugar de estacionamento, as barricadas à frente das estantes e a zaragata ao tirar o último artigo da prateleira. Faz-me lembrar um filme já muito antigo, daquele pai desesperado atrás do último brinquedo à face da terra, que o filho queria tanto e ele se esqueceu de comprar.  E então se tiverem um carro a GPL como eu, já desisti de ir procurar nos lugares reservados a GPL, porque como não há respeito nenhum é a lei da selva, quando lá chega está cheio, mas nenhum carro é a GPL, ou não têm o autocolante para não parecer mal.

 

De facto acho deveras aborrecido esta coisa de termos de puxar pela cabeça para descobrir o que oferecer, o quê e a quem.  Se for alguém que a gente conheça bem, então faz sentido, rapidamente se chega lá. Agora se for aquela triste ideia do "é só uma lembrancinha....". É caso para dizer "- bolas que desperdício de dinheiro!"  Uma coisa é comprar e oferecer prendas que realmente sejam úteis ou façam falta a essa pessoa, ou para a casa, outra é somente comprar por comprar, isso a mim faz-me confusão ao cérebro.  Antigamente os nossos avós corriam-nos a meias e a cuecas. Ninguém gostava como é óbvio, mas pensem bem, era útil ou não era? Torciam o nariz mas o que é certo é que depois do Natal passar e da passagem do ano, toda a gente acabava por vestir e calçar essa prenda. Ah pois é! 

 

O Natal devia ser como nos casamentos, cada um fazia uma lista, ao estilo "lista do que faz falta" e a malta ia comprar sem grande stress.

Masculino-Shi-Duoka-de-captura-clipe-verdadeira-ca

 

Muito mais simples! Ou então vai tudo corrido a cartões prenda, ficávamos com um cartão presente de cada loja, ao longo dos anos. Já podíamos nos dedicar a uma coleção original, que era a dos "cartões presente". E depois metíamos cá um estilo  ao agarrar naquela carteira e ela ir abrindo para baixo tipo degraus com os diversos cartões. Imaginem só...

 

Entretanto ficamos todos a aguardar ansiosamente com a língua de fora pelos tão aclamados bom-bons de Natal. Muitas caixas, sejam elas grandes ou pequenas de diversas marcas e sabores. Um autentico cocktail de chocolates. Oh Yeh! Um aqui, outro ali vamos enchendo a pança, os chocolates vão desaparecendo e a gente nem dá conta do que enfardámos, entretanto exclamamos em voz alta, com a máxima inocência "- É pá já comeram os bom-bons todos! Eu só comi uns dois ou três!" Esquece-mo-nos de por um zero à frente desse número mas ninguém repara. Quem fica também em forma de zero é a nossa barriga. Só que mais cheia do que o zero. 

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D

Comentários recentes

  • Mamã Gansa

    Tudo atividades convidativas, parece que a Cláudia...

  • Ricardo Correia

    Pois, acho que é uma situação comum a muita gente...

  • Mamã Gansa

    Gostava, mas ele também foge de mim

  • Mamã Gansa

    . Muito bom o texto, Ultimamente só conheço gente...

  • Ricardo Correia

    Pois a Beatriz não sai de trás do vidro. É quando ...