Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

3 em Linha

-Blog familiar é só entrar com boa disposição- 😉

3 em Linha

-Blog familiar é só entrar com boa disposição- 😉

Duas mulas na sala

Novembro 25, 2017

Ricardo Correia

Está aqui um tipo a tentar escrever no tablet a compor um post como deve ser para o blog, e não se consegue concentrar porque estão duas mulas com uns comandos da PlayStation na mão, e a jogarem Minecraft estão a marrarem um com o outro. A Ema e o Xavier parecem duas mulas teimosas a mandarem vir um com o outro e parecem o gato e o rato, por amor da santa. Não há paciência! 😤E às vezes estão os dois a dizer a mesma coisa só que de maneira diferente, mas não se ouvem. As duas gralhas não se entendem!

Ainda por cima o mais velho não entende que a pequena tem menos 7 anos do que ele e então, desce à idade dela, e são capazes de estar assim:   

- não é nada.

- é é.

- não é!

-é é.

- não é!

- é é.

não é!"

.... durante séculos! 😣 Só termina a discussão quando o boss se passa da marmita e os manda calar. 😎

Mas é por pouco tempo! 😭 Passado um tempo já estão assim outra vez! Mas quem é que inventou os irmãos?

Vocês que têm irmãos também são o gatoe rato?

 

Esta casa ás vezes parece um manicómio com tanta barulheira, coitados dos vizinhos! 😌

A hora do jantar na mesa, é quando metemos os assuntos em dia.

Acreditam que começam a falar um por cima do outro e atropelam-se nas palavras têm que ser o pai e mãe a fazerem de polícias sinaleiros e dar prioridade a um depois mandar calar o outro e quando esse acabar dizer ao outro para começar. Mas as vezes o polícia vai jantar e somos capazes de estar a ter conversas cruzadas. A Ema com a mãe e o Xavier comigo, ou vice-versa, desgraçada da Bia que tem que nos aturar. Às vezes ela começa a repetir-nos tipo papagaio. Também já gosta de entrar na conversa. E então estão cinco gralhas a falar ao mesmo tempo, deixa de ser um jantar e passa a ser uma tertúlia quotidiana. Quando dou por mim está a pestinha da Bia a roubar-me comida do prato. E ri-se que nem uma perdida a desafiar-me porque sabe que eu fico uma fera!

 

Subitamente já nos quinze!

Novembro 22, 2017

Ricardo Correia

bolo 15.jpg

O nosso rapagão ontem, 21 de Novembro, fez 15 anos. É mesmo caso para dizer que o tempo voa. Ainda ontem eu e a Cláudia éramos duas crianças a educar uma criança, e hoje vemos um flashback de como o tempo passa.

 

O Xavier é um miúdo que apesar de tímido e reservado, é um lutador. O rapaz soube agarrar-se à vida com unhas e dentes e hoje aqui está. Deixem-me contar-vos como o Xavier se fez uma criança especial.

 

No dia 21 de Novembro de 2002, para nós era um dia perfeitamente normal e, como tal arranjei-me para ir trabalhar, a Cláudia já estava em casa com um barrigão enorme, embora a previsão do parto fosse para daí a duas semanas. Naquela altura ela ficou a tomar o pequeno almoço na companhia do nosso Mozart, um serra da estrela enorme, e super meigo, que ainda hoje recordamos com carinho, apesar dele já ter falecido com um tumor no estômago. É que o desgraçado roía tudo, mas literalmente tudo! 

 

Então a certa altura a Cláudia sentiu às aguas a rebentar. Estava mesmo o caldo entornado, ela recorda que o Mozart ao sentir a aflição dela não a largou por um segundo e encostava a cabeça à barriga dela. Como naquela altura os telemóveis não eram assim tão importantes esqueci-me de ligar o meu. Então não restou outra solução à Cláudia, senão ligar aos pais que a foram buscar de imediato e levá-la à maternidade. Só depois é que o meu sogro veio ter comigo ao trabalho para me dar a noticia. Por incrível que pareça não consegui sair logo do trabalho, quase que tive que me ajoelhar e pedir por amor de Deus para me deixarem sair, não sei se estão a ver a insensibilidade, era para aí meio-dia e meia quando finalmente consegui ir para a maternidade. 

 

IMG_20140909_151756.jpgO parto não correu tão pacífico como o esperado e entre ventosa e ferros o miúdo lá decidiu sair. Mas estávamos a ver que tanto ele como a Cláudia não iam resistir. Ele foi levado logo para dentro e só apareceu uma hora mais tarde. Nunca nos explicaram porquê. Só me deixaram trazê-los para casa ao fim de quase duas semanas. Diziam que estava amarelo! Saídos da maternidade com a promessa de que iríamos a um pediatra logo que possível, deixaram-nos ir para casa. 

 

Assim que fomos à pediatra, ela enviou o Xavier diretamente para o hospital pediátrico de Coimbra, porque tinha detetado alguns problemas. Para resumir começou com um sopro no coração, consultas de cardiologia, depois hipospádia e mais tarde laringomalácia e ainda baixa imunidade. Ainda não satisfeita pediu consultas de genética. O sangue dele andou a passear num frasquinho para um laboratório do Porto e depois para França, Porto novamente e por fim, de regresso à base, Coimbra, onde viemos a descobrir que o Xavier tem síndrome de Óptiz.

 

Mas não pensem que é tudo, com um ano e meio o rapaz apanha meningite meningocócica e ficou vários meses no hospital. Naquele dia fomos com ele três vezes às urgências, os médicos diziam que era uma constipação, mas com 40º de febre sem ceder, e o miúdo não apresentava reação nenhuma, parecia um boneco sem forças, não nos pareceu normal e insistimos. À terceira foi de vez e na mudança de turno dos médicos, uma médica nova disse que assumia a responsabilidade de lhe tirar o liquido para despistar a meningite, e foi a sua salvação. 

 

O Xavier ficou conhecido naquele hospital por toda a gente, vários médicos vieram vê-lo, inclusive estagiários aos grupos, todos queriam

conhecer o menino com síndrome de Óptiz raro e meningite. Mas o Xavier lutou e agarrou-se à vida e hoje aqui está. Desse episódio resultou o corte do canal do ouvido direito, por isso ele hoje usa aparelho auditivo.

Mas a coisa não fica por aqui, com dois anos e meio foi submetido a cirurgia plástica para resolver a hipospádia. 

Em consultas de ergologia, por causa da baixa imunidade, descobriu-se que o rapaz era alérgico... a ácaros. Sim, de tanta coisa para ser alérgico, foi logo ser de ácaros, que não existem em lado nenhum! Toca a despir a cas de tapetes e carpetes.

 

IMG_20171007_230159.jpgEntretanto ele fazia constantemente episódios de falta de ar muitas vezes assemelhado a asma, mas no caso dele devido à laringomalácia, e tanto tinha dificuldade em mandar o ar para fora como deixar entrar o ar, por isso ora levava máscaras de oxigénio ora de adrenalina. O pior é que cada vez que ia ao hospital fazer as máscaras já não saía de lá porque fazia febres de 39º a 40º, e portanto enquanto a febre não baixasse ele tinha estadia garantida.

 

A pediatra então disse-nos para tentarmos experimentar, caso lhe desse novamente falta de ar, dar uma volta de carro com o vidro aberto para ele apanhar ar puro ou ir dar uma volta a pé pelo parque deixando-o expirar e inspirar com calma. E não é que resultou mesmo! A partir desse dia acabou-se as máscaras e a febre. Bastava o rapaz andar de carro ou ir a pé ao parque, e voilá. Agora é ele próprio que já se  controla e vai para a janela ou dar uma volta a pé e fica bem passado uns minutos, aprendeu a conhecer-se e a viver consigo mesmo. É caso para dizer, e esta hein? Claro que ainda tem em casa as bombas SOS, mas felizmente é muito raro precisar delas.

 

Aos três anos levámo-lo ao psicólogo e ao neuro-pediatra para despistar o défice de atenção o que acusou positivo,depois de um alerta da professora dele do 3º Ano, e já no ciclo a psicóloga da escola também fez um novo relatório onde acusa disléxica, mas mesmo assim o Xavier decidiu segui humanidades, é preciso coragem. 

 

Por isto tudo o que ele passou é que digo que o Xavier é um lutador e que apesar das diferenças sobe agigantar-se e mostrar-se igual a todos os outros. Parabéns Xavier. 

 

 

*A laringomalácia é o colapso de parte das vias respiratórias que ocorre durante a inspiração (entrada de ar nos pulmões). É a anomalia congénita mais comum da laringe e a sua causa não está bem estabelecida.

*Hipospádia é uma malformação congênita do meato urinário, caracterizada pela abertura da uretra em localização anormal. 

Embora sua etiologia ainda não tenha sido elucidada, existem hipóteses que dizem que essa malformação ocorra por uma conjunção multifatorial, no qual se encontra a influência genética.

*A síndrome de Opitz trata-se de uma rara desordem genética que atinge diversas estruturas ao longo da linha média do corpo. As características mais marcantes desta condição são o hipertelorismo, defeito de laringe, traqueia, esôfago e/ou problemas respiratórios que levam à disfagia, e nos indivíduos do sexo masculino, hipospádia.

 

 

O Xavier escreve no blog e apresenta-se

Novembro 17, 2017

Ricardo Correia

Fotos da Ema Nikom 083.JPG

 Olá, chamo-me Xavier Correia, tenho 14 anos e nasci em Coimbra e vim para Leiria há seis anos. 

Eu desde pequeno, que gosto de História e sempre gostei de pensar acerca dos muitos segredos que o mundo esconde, gosto de ler e especialmente de ouvir música. 

Nos meus tempos livres eu costumava praticar Karaté, fui até ao cinturão verde, mas devido a uma lesão perdi muita coisa, e não consegui acompanhar os outros e desisti.

O meu tipo de comida preferida é comida chinesa, mas de todos os pratos o meu preferido é, sem dúvida, Yakisoba.

Eu sempre fui uma pessoa muito calma e um pouco tímida, sempre tive dificuldades em fazer amigos, mas recentemente tenho melhorado nesse aspeto. Os professores da minha antiga escola sempre implicavam comigo por eu ser lento o que é estúpido, porque todos têm o seu próprio ritmo e está escrito na minha ficha que eu sou assim por causa da medicação (ritalina), não tem nada que eu possa fazer sobre isso.

Eu odeio lugares com muito barulho porque sou surdo do ouvido direito. Então, se houver muito barulho o som vai chegar ao meu cérebro em forma de ruído. 

Odeio gente que se acha melhor que os outros e que só querem a tua amizade quando fazes algo fixe, odeio quando sou forçado a fazer algo que eu não quero.

Eu escolhi humanidades, porque gosto de história e adoro línguas; eu gostaria de aprender todas as línguas do mundo um dia.

 

Pork_yakisoba_by_jetalone_in_Osaka.jpg

 Yakisoba

Sōsu yakissoba, também conhecido por yakisoba, é um prato de origem japonesa cujo nome significa, literalmente, "macarrão de sobá frito".

O prato, conhecido internacionalmente, é composto por legumes e verduras que podem ou não ser fritos juntamente com o macarrão e aos quais se agrega algum tipo de carne.

Comumente, o yakisoba chinês, conhecido como chow mein, é feito com macarrão do tipo lámen e é assim que é consumido em diversos lugares, desde restaurantes, passando por fast-foods e feiras populares, no Japão ou fora dele. É prato indispensável nas festas tradicionais japonesas (matsuris).

 

 

Descendência

Novembro 14, 2017

Ricardo Correia

A Ema em mais uma das suas frases fenomenais...

 

Xavier - Hoje conheci uma rapariga chinesa. 

Ema - Eles tem os olhos em bico, não é? 

Xavier - É... mas ela nasceu cá... 

Eu - Pois, mas tem descendência... 

Ema - Pois é... Têm descendência nos olhos!     

Eu - ... Chinesa, Ema chinesa!  

 

O Xavier e a sua maneira de se "espremer".

Novembro 05, 2017

Ricardo Correia

- Ó pai lá nos escoteiros o chefe fez uma bola à volta da coisa.

- Da coisa Xavier!?

- Tu sabes, como é que se chama?

- Não, não estou a ver o que é a coisa.

- À volta da tenda. Fizemos um triângulo dentro da bola, assim no chão, tas a ver? Tipo... Assim. Com o bico a apontar para Norte, não percebi muito bem porquê.

- O triângulo tem três bicos Xavier! Qual deles é que estava para Norte? - Brinquei, não me ligou e continuou.

- Oh. Sim e depois três paus, um em cada bico do triângulo, tipo assim. - Faz os gestos com os dedos. - E depois no meio dos paus metemos o incendiário.

A mãe ri-se... - o incendiário Xavier! Sim, havia muitos que mereciam ir para o meio da fogueira, mas não deve ter sido um incendiário Xavier!

- Sim aquela coisa branca que pega fogo.

- Uma acendalha Xavier. - corrigi eu.

- Pois isso...

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D

Comentários recentes

  • Isa Nascimento

    Gostei desta partilha! O bom humor ajuda a alivia...

  • Mamã Gansa

    Parabéns ao Xavier. Huum e comprrar umas velas nov...

  • mariana

    Muitos parabéns Beatriz!

  • Ricardo Correia

    Meu caro amigo "sabe tudo" de facto existe muita g...

  • José Duarte

    Nunca vi tanta ignorância junta. Deveria de pegar ...