Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

3 em Linha

-Blog familiar é só entrar com boa disposição- 😉

3 em Linha

-Blog familiar é só entrar com boa disposição- 😉

Adeus Zé Pedro até um dia!

Novembro 30, 2017

Ricardo Correia

ze-pedro-xutos-e-pontapés.jpg

Ainda me custa acreditar... Eu como muitos outros nasceram e cresceram contigo. Habituámo-nos a ouvir-te, a ver-te e admirar-te com o teu talento e a tua irreverencia.

 

Nunca imaginei despedir-me de ti! Fazias parte da minha historia. No carro sempre andou uma k7 dos Xutos, mais tarde Cds dos Xutos, nunca faltou música dos Xutos. Os meus filhos foram praticamente massacrados com essas k7s, com essas musicas.

 

Eles também cresceram a ouvir-te. Até a um concerto vosso chegamos a ir todos, a Bia tinha um anito e foi toda contente ouvir a 'mujeca' como ela diz. Fiz do Xavier vosso fã, assim como eu. Sei que não vou voltar a ouvir-te mas nunca te esquecerei, voltarei a ver-te um dia quem sabe!

 

Pois a vida é mesmo assim... Mas doi e nunca nos vamos acostumar a ver partir aqueles de quem gostamos. É triste ver partir as nossas estrelas, muitas vezes agarrado à minha guitarra tocava com vocês enquanto sonhava que estávamos no palco todos juntos, afinal de contas ser miúdo é isso... é ter sonhos.

 

Foste um lutador ate ao fim e sempre quiseste levar o teu caminho avante. Lembro-me em Coimbra num concerto da queima quando me encheste de orgulho, ao entrares no palco com a camisola da nossa claque Mancha Negra da nossa amada Briosa. A nossa cidade o nosso clube... Académica, tu eras assim, eras dos fãs. Sorrio ao lembrar-me dos concertos que curtimos juntos.

 

Num deles também em Coimbra estava a Cláudia gravida do Xavier... Só ela para me aturar! Enfim que concerto! E à um ano atrás com a Bia... É assim como digo sempre fizeste parte da minha historia. Um até sempre!

Sentimentos Profundos

Novembro 30, 2017

Ricardo Correia

alliances-1196145_960_720.jpg

 

 

 

 

 

 

 

Não deixem o mundo ver-me,
Não deixem ninguém conhecer-me.
Sou “pessoófobico” introvertido.
Gosto do sossego, odeio agitação.
Dou valor a um sussurro,
A um suspiro, à solidão.
Para quê existir para o mundo?!
Quanto mais me ergo...
Maior é o fundo.
Em chamas iradas e famintas,
Ruidosas assassinas.
Consomem tudo e todos,
Labaredas divinas.
Do senil, do louco.
Eu? Louco! Achas que sim!
Não digo coisa com coisa.
Invoco um espírito social.
Lúcido. Paralisia mental.
Mas eis que me ergo. Do nada?
Das catacumbas gélidas do meu solar.
E me entrego ao consumismo exorbitado.
Sei que posso gastar até me fartar,
Não sou louco. Enfadonho, sou normal...
Sou marado, desolado, incontrolado.
Nem sei porque me canso a escrever-te,
Tu não respondes mesmo...
Deixa-me fundir os aros dourados
Com a tua beleza feminina.
Olhos cor do céu,
Cabelo de Verão. Linda...
Então e agora?!
Divido um pouco de mim
Penetro a tua alma purificada.
Rebento a virgindade sagrada
Condenável e lacrada.
Espero um rebento,
Olhos cor de céu,
Cabelo de Verão. Lindo...

Imaginarium - Loja de brinquedos que aconselho.

Novembro 29, 2017

Ricardo Correia

 

As lojas Imaginarium estão em modo Outlet, para quem tem filhos ou está a pensar numa prenda mais conceituada para oferecer neste Natal, porque não ir dar uma vista de olhos à loja online. 90% dos brinquedos são "made in" imaginarium e 70% são de design próprio.

Criados e desenvolvidos em departamento da empresa com cerca de 40 trabalhadores.

Numa época em que somos bombardeados com brinquedos "made in China" e que a nível de segurança deixam muito a desejar, resta-nos olhar para lojas que realmente ainda nos dão alguma garantia de segurança e qualidade.

 

 

As lojas da imaginarium estão feitas à medida dos mais pequenos, quando estes entram na loja, conseguem ver vários produtos fora das caixas onde eles podem mexer, tocar e brincar à vontade. O conceito dos brinquedos da Imaginarium são sensoriais e estimulam as crianças nas várias fases do crescimento.

As crianças podem também ver o kikonico um peluche gigante de cerca de 2 metros de altura e criado pela marca.

Também pode encontrar artigos de pronto a vestir, livros e cds.

Desde brinquedos para bebés, construções e jogos de lógica para mentes que necessitam de novos desafios e se aborrecem fácilmente, jogos de ciência e natureza,  para aquelas crianças que estão sempre a perguntar por que é que as coisas são como são. Por isso, o melhor é que descubram por si próprios, e não esgotem a nossa capacidade de respostas. Bicicletas e desporto, para crianças ativas que precisam de estravazar energias, nada melhor do que desfrutar do ar livre. Para bebés tem os carrinhos andadores. Para estimulá-los a dar os primeiros passos em segurança e dár-lhes confiança na sua mobilidade autónoma.

 

 

Comer ou morrer nas cantinas das escolas

Novembro 28, 2017

Ricardo Correia

1176130.jpg

Tanto a Ema como o Xavier comem na escola. E ambos se queixam do mesmo. É incrível como uma criança no 3º Ano e outra no 10º ano e de agrupamentos diferentes, conseguem ter algo em comum. A má alimentação a que estão sujeitos nas cantinas.

 

 

A Ema costuma dizer que a comida vem constantemente fria,e que é pouca quantidade. No outro dia serviram-lhe arroz com dois rissóis e na outra semana arroz com dois douradinhos. Ok, eu sei que ela é magra, é bonita com olhos verdes fora do normal, mas não está a estudar para "top model". Eu quero que a minha filha tenha uma alimentação adequada à idade e que lhe dê força para estudar e continuar de pé na escola, sem lhe dar nenhuma fraqueza. Na sexta-feira passada, foi peixe. Acho bem darem peixinho às crianças, mas deviam ouvi-las também, porque ela queixou-se que o peixe sabia a podre, e obrigaram-na a comer tudo. E o que é certo é que ela passou o fim-de-semana todo a vomitar. 

 

O Xavier por sua vez queixa-se do mesmo. Que quando é peixe prefere comer dois pratos de sopa. Ontem, pelos vistos o comer era massa com dois bocaditos de frango, pela décima quinta vez este ano, e ás páginas tantas acabou a massa e começaram a servir arroz. Pergunto onde foram buscar o arroz à última da hora, sendo que a comida já vem pré-feita de outro lado? Estaria lá armazenado da semana passada? Cheira-me a esturro! Sendo que na maioria dos casos o arroz vem cru.

 

Então a Cláudia disse basta e fez nova reclamação para o agrupamento e para as entidades competentes desta situação. Tendo mesmo chegado a escrever a sua indignação no site da presidência da república, para que o Exº Sr. Presidente da República tenha em atenção esta situação das cantinas. Andam a fazer leis à maluca para os animais e esquecem-se do futuro da nação, que são as nossas crianças e é por essas que temos que olhar, e pensar a cima de tudo no bem estar delas nas escolas que é onde passam a maior parte do seu tempo até serem adultos e saberem tomar conta de si, certo?

 

Para além do mais é inadmissível as nossas crianças andarem a comer tão mal. Preocupam-se em pôr menus vegetarianos, mas não se preocupam em ver se a comida chega para todos e se é de boa qualidade! Onde está a nossa dieta mediterrânica? No nosso tempo as cantinas e os bares ainda tinham outras opções de alimentação, que agora os senhores do governo se lembraram de tirar, porque fazia mal aos miúdos. Ou porque eram doces ou porque eram salgados. Pergunto é preferível passarem fome o dia todo ou comerem alguma coisa que realmente os sacia?

 

Acabaram com as cozinhas nas escolas e com as verdadeiras cozinheiras, que estavam lá à anos e sabiam exatamente a quantidade que tinham de fazer para aquele regimento e como os miúdos gostavam da comida, por comida... atrevo-me a dizer de plástico porque vem pré-configurada de outro lado em contentores. Poupa-se nos vencimentos dessas funcionárias que seriam do estado e encarece-se a comida com contratos de serviços externos, que vêem sempre inflacionados. Andam a passear a comida sem qualidade e em doses individuais. Esquecem-se que há crianças que comem mais e outras menos, mas a verdade é que todas gostam de comer comida de boa qualidade.

Carta ao pai Natal...

Novembro 27, 2017

Ricardo Correia

santa-claus-court-order3.gif

Ontem já chegou a primeira prenda para por debaixo da árvore.

 

Este ano combinámos ir pondo as prendas à medida que estas iam chegando. Nos outros anos estiveram escondidas até às meia-noite. 

 

Até porque os miúdos já estão mais crescidos, e único cusco da casa sou eu.  O Xavier à muito que deixou de acreditar na história do barbudo mas nunca deixamos que estragasse a magia à Ema, que apesar de estar com 8 anos e de já ter aquela desconfiança do pai Natal sermos nós. Mesmo assim, gostamos de manter a tradição e deixarmos o Pai Natal tomar conta das prendas. A Bia é que cada vez que vê um anuncio de um brinquedo fica em êxtase e põe-se a dizer "Também queo bincar, eu queo aquilo!". Bom, no final de contas ela pede quase tudo o que vê, e na verdade quase não brinca com nada do que tem. Está na idade.  

 

Assim também eu vou manter a tradição e escrever a minha carta ao barbudo do Pólo Norte, pode ser que ele me ouça, ou que se a coisa estiver muito cara que faça uma parelha com o menino Jesus, o José, a Maria, o burro e a vaquinha. 

 

Querido Pai Natal.

 

Este ano até me portei muito bem, não fiz birras, pelo menos não foram assim tantas, arrumei sempre o meu quarto, fiz a cama várias vezes, também não posso mentir não é! As meias não ficaram espalhadas pelo quarto nem as t-shirts em cima da cama. Fui um bom menino para a Cláudia  nem lhe azucrinei a paciência em dia algum, estás a ouvir Pai Natal? 

 

Não enganei o patrão com desculpas esfarrapadas só porque não me apetecia ir trabalhar, gramei a pastilha todos os santos dias,  pelo que mereço qualquer coisinha, não? 

 

Então vou começar por pedir um GPS, porque eu sou do tipo de condutores que gosta de se enfiar por atalhos, porque digo sempre que é mais rápido e depois acabo a fazer mais quilómetros do que o normal. E quando estou perdido digo, "olha vou atrás deste carro aqui à frente que ele sabe o caminho". E quando os putos perguntam "-Pai estamos perdidos?", ai eu respondo "Não o a frente é que vai, que não sabe para onde vai!". Também é uma mentirinha sem malícia, acho que estou perdoado. E como detesto filas de trânsito prefiro andar a fazer gincanas pela cidade para chegar ao mesmo sítio.

 

Mas agora que estou aqui a pensar que se calhar o GPS daqueles que se cola no vidro vai ficar um bocado inestético pelo que é melhor juntar também à lista um painel de bordo que fica mais bonito. mas como o meu carro já é um clássico, com um painel de bordo também ia fica feio, o melhor mesmo é ofereceres-me o carro todo. Não precisa ser um topo da gama, basta um mais moderno que já traga o painel de bordo e o GPS lá agarrado ao tablier. Que dizes, hum?!

 

Se por acaso tiveres dificuldades em escolher o carro novo, não há problema. Basta fazeres com que o pessoal da santa casa acerte nos meus números do euro milhões, porque eu já tentei e não consigo acertar nos números deles. Não andamos em sintonia. Por isso, põe aí a coisa na mesma estação, para ouvirmos a mesma música. Então assim já não precisas de perder tempo a escolher o carro que eu faço esse trabalho por ti. 

 

Se não estiveres para aí virado para me aturar então traz-me o mesmo dos anos passados que já fico muito feliz que é amor e alegria com fartura lá para casa.

 

Leva com este grande abraço desta melga que aturas à muitos e muitos anos. Feliz Natal para todos. 

 

 

 

 

Pág. 1/8

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

subscrever feeds

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D

Comentários recentes